15 dicas sobre como bater foto do prato

http://www.chefsdobrasil.com.br/wp-content/uploads/2021/03/como-bater-foto-prato.jpg15 dicas sobre como bater foto do prato

Vai bater uma foto do seu prato? Quer saber como bater a melhor foto do seu prato?

Algumas dicas para amadores que gostam de fotografar seus preparos.

1 – O que interessa mesmo é a comida. Todo foco deve ser nela, mas um ambiente bonito e harmônico por trás sempre valoriza o preparo, desde que não chame mais atenção que ele.

2 – A louça tem que ser bonita, mas o mais neutra possível, principalmente quando o preparo tem muitas cores. O branco domina em quase todas as fotos profissionais, mas podemos usar outras cores que combinem com o preparo. Evite pratos com desenhos a menos que sejam suaves e pouco chamativos.

3- Se não tem como fazer um ambiente bonito, prefira não fazer nada. Uma foto de um prato bem feito morre se deixar embalagens jogadas atrás dele.

4 – Para bater a foto do prato, a iluminação precisa ser levada em conta, principalmente quem fotografa com máquinas amadoras. Muitas vezes mudar o prato de lugar é a solução para que a foto não fique escura ou cheia de sombras.

5- A foto deve transmitir sensações, quer sejam essas de frescor, de aquecimento, de textura, etc. Devemos fazer quem a vê comer com os olhos.

6- Existem programas gratuitos a sua disposição para baixar. Photoshop pode ser um pouco complicado para todos, então sugiro o Photoscape, gratuito e muito fácil de mexer. Com ele você corrige iluminação, faz fundo, recorta, etc..
Pra quem nunca baixou um programa existe um site específico para isso chamado “Baixaki”. Lá não só existe o download como tem muitas explicações. É um programa amador, mas melhora muito sua foto.

7 – A colocar adereços em seus preparos que sejam discretos. Uma raminho de salsa ou uma cebolette faz muito mais pela apresentação do que uma folha de ouro gigante em cima do preparo.

8 – Lembre-se: o menos é mais. Quanto menos sobrecarregar a foto melhor ela vai sair. Fundos nunca devem ser floridos, xadrez, com bolinhas. Isso torna amadora demais a foto.

9 – Tire várias fotos, de vários ângulos, de várias distâncias, para escolher a melhor. Depois de servir ou comer o preparo não adianta chorar.

10 – Surpreenda ao bater a foto do prato. Um prato comum pode assumir uma beleza inesperada usando esse artifício. Veja a foto abaixo: Um simples Talharim ao sugo com almôndegas, mas que chama a atenção pelo inusitado.
Para fazer essa foto tirei 23 fotos até pegar esse momento exato. Como não sou besta, fiz uma almôndega menor e a deixei cair em frente e não em cima do prato, assim não precisei arrumar 22 vezes o mesmo.
Muito trabalho? Não para quem gosta de fotografar e de gastronomia, tanto que a foto ilustra diversos sites. (o nome da foto é “Asteroide”. Porque será?, hehe!!)

11 – Bom senso deve guiar você. Um prato com uma sopa quente não fica bem em um ambiente de praia e uma fondue ficaria ridículo com pessoas de bikini ao lado. Estamos falando em fotos gastronômicas de classe e não em comercial de cerveja.

12 – Se achar que o preparo é pobre em conteúdo e cor use de artifícios como talheres, folhas verdes, flores comestíveis e, até mesmo, os ingredientes que o compõe como parte do cenário. Mas use o bom senso.
Muitas vezes o fundo da foto chama mais atenção porque tem um pano de prato toda sujo aparecendo.

13 – Acredite mesmo fotógrafos experientes, principalmente os que não são especializados em fotos gastronômicas, fazem besteiras imensas colocando ingredientes no prato que não pertence ao preparo. Isso aos olhos de quem cozinha de verdade fica patente e desvaloriza a foto. Não adianta fazer uma mousse de cerejas e colocar um abacaxi pra enfeitar. Não tendo nada a ver, prefira não colocar.

14 – Pelamordisãolorenzo, limpem as bordas dos pratos !!!!
Bater foto do prato com preparos escorridos, com manchas, impressões digitais, tortos, não centralizados, etc, são o fim da picada. Vai bater fotografia do seu cachorrinho e deixe as gastronômicas para outro.

15 – Faça disso um prazer e não uma jornada penosa, mas se quer fazer bem feito use essas dicas e terá uma bela foto gastronômica.

Texto de Ripp Cozzella no nosso grupo Facebook Chefs do Brasil

Não sou fotógrafo, nem foodstylist, nem mágico.
Apenas quero ajudar você a não fazer os outros desvalorizarem suas fotos. Principalmente pelas costas. E pode acreditar que isso acontece.